com o novo ano, fomos sonhar para outras paragens


era nosso objectivo manter o domador de sonhos activo após remodelação do blog… mas está a dar muito trabalho e a paciência não é grande. decidimos outra coisa. optámos, definitivamente por outro espaço. e o espaço é este http://divinoadulterio.wordpress.com/. neste momento estão activos (já) três post

poderão “clicar” na imagem e o voo será rápido

image description

Mia Couto – Prémio Camões 2013


Mia Couto

 

O prémio literário mais importante da língua portuguesa foi hoje atribuído ao escritor moçambicano Mia Couto – autor de  Raiz de OrvalhoTerra Sonâmbula A Confissão da Leoa .

Pela segunda vez o prémio contempla um autor moçambicano. O primeiro, em 1991, foi José Craveirinha.

Identidade

 

Preciso ser um outro
para ser eu mesmo

 

Sou grão de rocha
Sou o vento que a desgasta

 

Sou pólen sem insecto

 

Sou areia sustentando
o sexo das árvores

 

Existo onde me desconheço
aguardando pelo meu passado
ansiando a esperança do futuro

 

No mundo que combato morro
no mundo por que luto nasço

 

Mia Couto, in “Raiz de Orvalho e Outros Poemas”

nós, os palhaços, sentimo-nos ofendidos com as declarações de m. sousa tavares


p-010

Cavaco não gostou das palavras de Miguel Sousa Tavares e pede investigação

“Nós já temos um palhaço. Chama-se Cavaco Silva”, disse o jornalista e escritor em entrevista ao “Jornal de Negócios”.

então Cavaco Silva solicitou à Procuradoria-Geral da República que analise as afirmações de Miguel Sousa Tavares publicadas no “Jornal de Negócios”. O chefe de Estado fez o pedido à luz de um artigo do Código Penal relativo à “ofensa à honra” do Presidente da República. 

(dos jornais)

queremos afirmar que: há aqui uma questão muito importante que (por certo) será posta em tribunal – por nós, palhaços. o senhor tavares (miguel) está a difamar um grupo profissional. a denegrir uma classe de artistas. nós, os palhaços, sentimo-nos ofendidos. ponderamos seriamente apresentar queixa-crime contra o senhor tavares. o PR pode ser tudo o que o sr. tavares queira (problema dele), mas nunca palhaço.

parem de nos ofender…! basta!

 

(imagem – dois jovens palhaços num espectáculo de mandrágora)