clarificando


o mundo é o mundo. tão só isso.
e as personagens dão-lhe vida.

numa das entradas recentes deste blogue, destaquei duas personagens que viveram os últimos dias de uma monarquia autoritária (leia-se ditatorial)
e foram protagonistas num acto de (segundo muitos) violência.

não fora os comentários recebidos por essa nova via de comunicação – email – esta nova entrada seria injustificada.
falei e enalteci as figuras de manuel buíça e alfredo costa. criei um plano gráfico de 8 imagens (4 para cada um deles) a partir de duas fotos da época (as mais divulgadas na net).
não quis celebrar nada. não celebro eventos… antes, homenageei (ou quis homenagear) dois homens que feriram de morte os símbolos do autoritarismo
e
esses símbolos eram, por acaso, um rei e um príncipe – mas poderia ser um presidente de república… ou não?
homenageei duas personagens que acreditavam na liberdade e na dignidade do homem. tão só isso.
buíça e costa são merecedores dessa homenagem pela coragem, convicção e dedicação a uma causa (a qual os levou à morte).
o regime jamais homenagearia
o regime não os merece
o regime envergonha-se deles… daí que: – “o regicídio está fora das comemorações do centenário da república”
mas o regime não se envergonha de ter traído a sua memória desde que tomou as rédeas do poder…
os regimes (todos os regimes) não se cansam de nos vampirizar…
e não se envergonham

One thought on “clarificando

Os comentários estão fechados.