princesa


quis ser princesa mas nunca lhe chegou ás mandíbulas.
os seus reflexos de luz sangravam por estranhos orifícios e nada retrocedia diante dela

que mundo este…

nunca a conheci muito bem
tão pouco o seu olhar cúmplice que me prometia o sol.
nunca compreenderei esta história…

e se me trouxesses um chá?
uma xícara de chá…

é horrível.
preciso dormir de novo

Anúncios

2 thoughts on “princesa

Os comentários estão fechados.