máquinas poéticas… de costura


dedicadas ao meu amigo Bruno Vilão